terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Devaneio 1

Estranho como às vezes as pessoas com quem achávamos que iriamos estar p/ sempre simplesmente saem de nossas vidas de uma hora p/ outra, sem muita explicação. A gente tem essa mania estranha de achar que as pessoas de quem gostamos são eternas ou que são mais perfeitas do que realmente são. Ou até mesmo de achar que elas gostam de nós tanto quanto nos importamos com elas. Mas aí, um belo dia... Puf! Elas não estão mais lá. E dói. Não por causa de seja lá o que for q tenha causado a separação, mas por todos os planos não realizados, por todas as palavras não ditas, pelas expectavivas frustradas. É, a gente sempre esquece de ter um plano B p/ usar nessas horas. E eu fico aki imaginando teorias absurdas que possam amenizar essa aflição. Talvez as relações tenham mesmo um tempo pré-determinado. O quanto ele dura
depende muito do quanto vcs tem a aprender um com o outro. Como ler um livro muito bom, vc sempre tem vontade de saber mais e mais, mas quando chega ao fim, vc tem akela sensação mista de satisfação por ter aprendido tanto e ao mesmo tempo de tristeza pela história ter terminado. É bizarro, eu sei. Mas acontece. E se nos apegarmos demais àquela história, vamos estar desperdiçando um tempo precioso que poderíamos estar usando aprendendo coisas novas com outros livros, outros amigos, outros amores. A vida não acaba no primeiro tombo. Nem no segundo ou terceiro. É de tropeço em tropeço que aprendemos a andar. Dizer adeus às vezes é necessário. Não dá p/ continuar andando com todo o peso do passado nas costas. Faça uma faxina em sua vida. Guarde as pessoas e momentos importantes, deixe p/ trás akeles que não tem mais nada a te ensinar. Siga em frente somente com akilo que te faz ser melhor.

(Post dedicado a muitas pessoas. Às que permanecem e às que já se foram. Obrigada por tudo.)

*Escrever às 5 da manhã faz mal. Não tentem fazer isso em casa, crianças! ;) HUAHUAUH*

4 comentários:

Takeo disse...

escrever a essas horas talvez seja meio problematico ou bizarro...
mas naum é q tem bons resultados?!
AHahahaha talvez seja a hora mais pura pra se pensar... pq não se houve nem carros na rua, nem pagodee no vizinho (ao menos se for numa madrugada de segunda pra terça, coreto?! hAUhauhUA)

algumas pessoas realmente saem das nossas vidas... mas algumas realmente eu acho q DEVERIAM SAIR...
a gente nunca percebe, mas sempre há uns amigos q soh servem pra estar agarrados nos nossos tornozelos, nos fazendo peso, e fazendo andarmos mais devagar...

e é incrível como a maioria dessas pessoas são difíceis de desgrudar ¬¬
e mais incrível ainda é pensar q querendo ou não é dificil a gente chutar elas pra longe tb!
hahaha

filosofias bizaaAaAarras... mas algo para se pensar! ^^

talvez meu stress de hoje tb tenha colaborado pra eu tentar tirar um tempo e filosofar um poco, e esfriar a cabeça ^^

Phil disse...

Nunca vi um post tão profundo!
Tenho medo de viver coisas parecidas, da pessoa que eu amo for passageira.
Creio que vou ter problemas, mas sou bem otimista sobre nossa relação.
Já tentei não me apegar tanto a ela, mas não tem jeito! Seja o que for, a vida é cheia de altos e baixos.

W3M disse...

Muito boa a comparação dos relacionamentos com os livros, concordo plenamente, acho que nada é para sempre, nada..... mas creio que faça bem pensar que algumas coisas são... ou não.... bizarro de mais isso...
Bom continua escrevendo ai pra fazer a gente refletir tia Marta...
Bjão...

Anônimo disse...

LuX
Bom, de você eu não esperaria coisa menos bem bolada!
Perfeito mesmo
Mas de que a vida eh feita se não nos apegarmos em quem nós realmente amamos?

Sou romântico assumido sim, mas fazer oq?
Eu sei que muitos dos meus sonhos terão de ser sacrificados, mas é deles que minha vida é feita, e desses tropeções que eu levo caindo da cama, que eu fiko vivo...As vezes não taum alegremente, mas acreditando que um dia algum dos meus sonhos possa se realizar!