segunda-feira, 12 de maio de 2008

Devaneio 6

"Não concordo com uma só palavra do que dizes, mas defenderei até a morte o direito de dizê-las."
Voltaire

Acho q alguma pessoas deveriam ler essa citação de vez em quando! >=P AHAUHAUH Depois de um loooooongo período de ausência, resolvi fazer uma massagenzinha cardíaca no blog p/ ver se ele volta a respirar mais um pouquinho! ;) Aproveito p/ registrar o barraco das últimas semanas, o q vai explicar o pq da frase acima! =P

Acontece q temos uma prof muuuuuito ruim, então o pessoal foi pedir educadamente q ela explicasse melhor a matéria, já q ninguém da sala estava entendendo nada. Sabe-se lá pq, a louca surtou, começou a ter piti na sala, sentou e não fez mais nada o resto da aula. Quando o povo foi perguntar se ela não ia dar mais aula, ela disse q ia "pensar" no caso. Claro q ninguém entendeu essa atitude dela, parecia criança mimada contrariada. Ou vai ver ela achou q dar aula p/ gente era algum tipo de "favor" e q a gente estava reclamando de boca cheia. O fato é q fomos conversar com a coordenadora do curso sobre isso e ela simplesmente ignorou o caso. Então, como verdadeiros revolucionários q somos, decidimos resolver a coisa do nosso jeito: NINGUÉM da sala entrou no dia da prova. A gente ia ficar com zero de qualquer jeito pq ninguém entende nada de nada dessa matéria, então resolvemos q ficariamos com zero protestando pelo menos! =P UHAUHUHA Na semana seguinte levamos um belo esporro da coordenadora e ainda tivemos q aturar a falsa da professora pagando de santinha. E aí eu me pergunto: mas q tipo de alunos as escolas querem afinal? Se ninguém reclama, somos conformados demais, se reclamamos somos rebeldes! Agora estamos famosos na escola toda. E eu tenho muito ORGULHO disso! Pq é preciso muita coragem p/ mudar as coisas e a minha turma está encarando as consequências disso de cabeça erguida. Se não fazer a prova talvez não tenha sido a melhor escolha, pelo menos a gente assume isso ao invés de ficar se fazendo de coitado. E sim, pelo menos aparentemente, as coisas mudaram. A louca da professora está mais atenciosa e explicando melhor - e sem dar piti! E os outros professores, mesmo não aprovando o q fizemos, entenderam perfeitamente o q aconteceu e ficaram a nosso favor. Pq a gente vai bem em todas as outras matérias, então eles sabem q não foi um ataque de rebeldia sem causa, como a coordenadora quis insinuar. E só posso dizer q, apesar de todas as nossas diferenças, tenho muito ORGULHO da minha turma pq NINGuÉM entrou para fazer a prova, mesmo sabendo do risco q corria. Isso sim é atitude! ;)

Um comentário:

Takeo-san disse...

aeee eu acompanhei esse caso
e achei super interessante... e bizarro em alguns aspectos!

eh incrivel como alguns coordenadores mais atrapalham q ajudam...
e pior ainda aqueles q ficam em cima do muro neh??

na minha faculdade... tsc tsc, soh tem gente mole! hauuha